Sânscrito: A vogal “o” é ditongo?

Anteontem recebi um e-mail com este título: “A vogal “o” é ditongo?”

A dúvida do leitor se baseava nesta postagem na qual eu publiquei uma tabela que continha a declinação “dos ditongos -ai, -au e -odo sânscrito clássico. A dúvida é justa e a explicação é (ao meu ver) divertida. Vamos lá:

Há uma regra no sânscrito que diz que a união das vogais “a+u” gera a vogal “o”. Isto é, a língua sânscrita evitava a formação do ditongo “au” apagando o ditongo e colocando a vogal “o” que, na nossa maneira de ver, não é um ditongo. Mas na maneira de ver dos antigos gramáticos do sânscrito se a vogal “o” era o resultado do ditongo “au” ela só poderia ser, também, um ditongo. É por isso que você pode encontrar a sílaba primordial “ॐ” (aquela que aparece em todos os mantras) muitas vezes transcrita como “om” mas, algumas vezes, transcrita como “aum“.

É interessante notar que essa regra, descrita por Pāṇini – na Índia!!! – no século IV a.C foi aplicada na passagem do latim para o português; Exemplos dessa regra estão nas expressões touro e ouro que nós, atualmente, pronunciamos “tôro” e “ôro“, respectivamente. Vale lembrar que as formas latinas para estas palavras eram taurus e aurum e estão preservadas em adjetivos¹ como “taurino” e “tempos aureos” (isto é, de ouro)

Portanto do latim para o português temos o seguinte processo:

taurus > touro > “tôro”

aurum > ouro > “ôro”

paucus > pouco > “poco”

raucus > rouco > “rôco”

pauper > pobre

Na verdade, nem precisamos ir tão longe para verificar que este processo ainda se aplica em algumas palavras do português atual. Não é incomum ouvirmos a forma “otoridade” no lugar de “autoridade ou “restorante” no lugar de “restaurante”.

Portanto temos ainda hoje em português coisas como:

restaurante > restorante

autoridade > otoridade

É bacana ver que uma regra que foi descrita na Índia há mais de dois mil e quatrocentos anos ainda é aplicada na nossa língua. Ainda que para nós “o” não seja um ditongo!

——-

¹Ah, e o protetor auricular se coloca na orelha! =)

**Para as regras de eufonia vocálica (ou samdhi vocálico) do sânscrito, vale ler esta postagem.

2 respostas para Sânscrito: A vogal “o” é ditongo?

  1. ivan disse:

    Você está certo, Duda.

  2. Duda disse:

    Tem também áureo e auréola, que provém de ouro, certo? Ou estou muito enganado?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: