Esperanto: Dicionário X Gramática

Legu esperante tie cxi!

Via de regra aqueles que se interessam por linguística em algum momento ouvem falar do Esperanto e acabam lendo alguma coisa a respeito. Eu ouvi falar do esperanto com uns 16 anos e com uns 17 lá estava eu, cabulando aulas de física para ir à biblioteca do Centro Cultural, onde há um curso de esperanto para autodidatas.  No começo, tudo muito bom, tudo muito simples, 16 regras gramaticais sem exceção que dão conta de um recado que nenhuma outra língua promete dar – mesmo com gramáticas de 500 páginas. É claro que não me tornei um falante exemplar – quem ler minha versão em esperento desta publicação vai notar,  só pelo volume de linhas, que eu não sou tão capaz assim em esperanto – mas eu sou um leitor atento.

E atentei pr’um negócio interessante: há um curso de esperanto no twitter, em espanhol. Sacada muito boa que mistura frases em esperanto e explicações curtas em espanhol, pra ajudar os estudantes. Uma das frases é esta aqui: “Kvar minus naŭ estas minus kvin.”. A tradução é simples: “Quatro menos nove é menos cinco.”

Por mim tranquilo, pelo menos no que diz respeito ao resultado da conta. A gramática esperantista diz o seguinte:

20.1.3 Kondicionalo: US-finaĵo

Kondicionala verbo, verbo kun US-finaĵo, estas uzata por agoj kaj statoj nerealaj, imagaj fantaziaj. US-formo ne montras la tempon de la ago.

Traduzindo:

20.1.3 Condicional: final -US

Verbo condicional, verbo terminado em US, é usado para ações e estados não-reais, imaginários ou fantasiosos. A forma em US (condicional) não demonstra o tempo do verbo.

Claro que fiquei encafifado, afinal, se as regras não permitem exceção no esperanto, minus deveria ser um verbo condicional, como “amaria, faria, mataria, gostaria, teria”, entretanto, pela frase do exemplo, minus não é verbo.

Fui, teimoso, ao dicionário Português-Esperanto, do site lernu.net. Procurando por “menos” ele propõe os termos em esperanto: malpli e minuso. Imaginei que o sujeito no twitter tivesse comido bola. Fui fazer o caminho inverso. Procurei “minus” no dicionário Esperanto-Português, Esperanto-Inglês e Esperanto-Esperanto. E estava ali:

Esperanto-Português: minus → menos (matemática)

Esperanto-Inglês:  minus → minus

Esperanto-Esperanto: minus → “forprenu la sekvantan”; minuso: la signo “-” en kalkulado (8-3=5 ok minus tri estas kvin) (trad: “retire do seguinte”; menos: o sinal “-” em cálculo (8-3=5 oito menos três é cinco)

Tendo explicado todo o problema a uma amiga que faz linguística na USP e já fez um curso de esperanto ela me perguntou: “Afinal, a frase tá certa ou tá errada?”

Pois é: A frase tá certa e tá errada! Tá certa pelo dicionário (minus existe e não é verbo) e errada pela gramática (se a palavra acaba em -us, é verbo). Parece que o esperanto é tão língua quanto qualquer outra, e nem quintentas páginas de gramática dariam conta de todas as regras nem de todas as exceções.


Uma resposta para Esperanto: Dicionário X Gramática

  1. Roberta disse:

    ESSE é o meu amigo! XP

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: